Pular para o conteúdo

O técnico e o téquinico….

Faço uma grande diferença no campo do tecnicismo. É que com a proliferação do ensino superior, em face do mito distorcido de que a pessoa só conseguiria algum degrau na vida se tivesse um diploma universitário, ficou desprezado o ensino técnico no nosso sistema de formação profissional.

Com isto surgiram também no campo de trabalho, técnicos, na expressão exata da palavra, significando aquele que realmente conhece a matéria e o téquinico  que se diz técnico sem ser….

E isto ocorre em todas as áreas ( publicas ou privadas).

Lembro-me na minha passagem profissional na Câmara dos Deputados, quando foi feita uma grande Reforma Administrativa em que  alguns cargos eram extintos e outros foram criados e na arrumação das situações existentes ocorreram readaptações as mais diversas misturando carreiras de forma totalmente inadequada, de níveis e responsabilidades incompatíveis entre si.

Foi criada a carreira de Técnico Legislativo abrangendo todas as carreiras e cargos isolados antes existentes e não raras vezes deparamos com servidores que ocuparam funções de serviços gerais informando seu cargo atual como ” tecslativo”…

 No cargo de Sub Chefe da Casa Civil  governo do Presidente Sarney tive oportunidade de  deparar com um Alto Escalão que em diálogo de cinco minutos  repetia várias vezes, com toda a pompa e empáfia para o momento, que era um Técnico.

E tendo sido chamado pelo Presidente para participar de uma pequena reunião, sobre um assunto referente à minha atuação na área parlamentar tive que enfrentar o tal técnico, que realmente não era téquinico mas também não dominava a matéria com tanta maestria como desejava.

E lá pelas tantas, após algum debate, me diz: ” Eu não tenho condições de debater com o senhor que só pensa politicamente. Eu sou um técnico.”

Como a empáfia foi muito grande e a arrogância na voz e nos trejeitos maiores ainda, eu  me senti no direito de responder na mesma dimensão:

” O senhor vai me desculpar em lhe dizer o que eu penso. Certos técnicos sabem cada vez mais sobre o menos e chegam ao ápice quando sabem tudo sobre coisa nenhuma.”

O Presidente,muito elegante, sorriu por dentro….e encerrou a reunião.

3 respostas »

  1. Lendo o excelente artigo dohargreaves.com me lembrei do novo sistema de vestibular brasileiro.
    A ideia do ENEM seria boa se soubéssemos quais os critérios adotados para a correção. Fiquei pasma ao saber que se o estudante acerta uma questão difícil perde ponto e se acerta uma fácil, ganha. Espécie de punição para o profundo saber ou meio de “achatar” o ensino? O incrível é que nenhum jornal ainda se manifestou com o absurdo. “Brasil, mostre a sua cara… quero ver quem paga pra gente ficar assim” (Cazuza).

Excelentes as matérias postadas

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: