Pular para o conteúdo

UTOPIA…….

  Realmente acho que fui picado pela mosca de Thomas Morus, pois, às vezes me flagro sonhando em ver o país  com um novo tipo de procedimento dos políticos, dos empresários, da juventude, enfim, do povo em geral.

Na verdade, eu gostaria de ver o brasileiro inverso do que relata João Ubaldo Ribeiro em seu texto ” Precisa-se de matéria prima para construir este país” que transcrevi  neste blog.

Apenas para confirmar o que João Ubaldo afirma, posso expor certas ocorrências que eu mesmo vi, ninguém me contou e o pior: nos Estados Unidos da America do Norte.

Visitava a Disney Word, quando em uma lanchonete lotada, chega um grupo de adolescentes brasileiros, que ao invés de se comportar como a maioria dos visitantes que ali lanchavam, apareceram ” berrando”, empurrando os outros, furando fila e jogando restos de comida pelo chão, embora o local disponha de várias cestas de lixo.

São crianças, dizem os defensores…. e daí? Em primeiro lugar eu não considero como crianças garotos e garotas que já se agarram e se beijam em publico com ares de independentes..

No metrô, em Nova York vi rapazes brasileiros pulando a catraca para não pagar. Vi “afanando” em bancas de bijouterias e vi também pagando o preço de um jornal nas caixas automáticas e retirando vários exemplares, embora fossem todos iguais.. pelo simples e horroroso costume de tirar proveito em tudo…

Vi também em uma auto estrada um brasileiro ser abordado por um Xerife, em face de transgressão de transito,  e ao lhe ser pedida a apresentação de documentos preferiu mostrar uma nota de dez dólares, o que lhe custou uma prisão imediata…

E voltando para o nosso território quantas vezes assistimos, principalmente em época de carnaval, campanhas  apelando ao povo que se abstenha de urinar e defecar em via pública?

A Educação virou peça de ficção. Planos e Reformas proliferam com fórmulas milagrosas e o resultado é que há uma falência na formação de nossos jovens com as Faculdades publicas e privadas lotadas, fabricando profissionais em série que não encontram receptividade no mercado de trabalho por falta de capacidade, porque em muitos casos há um verdadeiro mercado de diplomas.

Na saúde, encontramos médicos burlando o ponto de frequência nos Hospitais para receber sem trabalhar.. Cobrando dos Planos de Saude e do SUS atos médicos que não foram praticados. E nos bons tempos o Médico era venerado quase como um ser divino, e tinha a postura digna de um discípulo de Hipócrates.

Quantas vezes vemos a convocação de manifestações reivindicatórias que ganham a adesão de um bom número de pessoas e até de famílias e no decorrer da passeata assistimos saques e depredações de prédios públicos que são mantidos pelos tributos pagos pelos cidadãos de bem?  Em qualquer lugar do mundo essas atitudes são combatidas pela polícia com o uso de todos os meios necessários. Aqui não.” Somos uma Pátria em que os direitos humanos são respeitados. A polícia não pode usar cassetes, bombas ou qualquer artefato de intimidação..” são frases de efeito que ouvimos a toda hora…Mas o prejuízo do empresário que trabalha o dia inteiro, paga os seus impostos corretamente, não conta, porque  a quebradeira vira ” direito de cidadania”..

Pergunta-se : até onde isso vai acontecer? É a voz das ruas.. é o povo..e os Parlamentares passam dias e dias ocupando as tribunas das Casas Legislativas defendendo o direito das manifestações, ainda que predatórias..

A politica, que conforme ensinavam os doutrinadores, como sendo a arte do possível passou a ser a arte do impossível e faz com que o cidadão perca o respeito e admiração que outrora possa ter tido pelos dirigentes de seu país.

Eu me lembro de,  na minha infância e adolescência, ver um Senador, um Deputado, um Governador como um símbolo, o Presidente da Republica então nem se fala.. Em 1962, tomei posse em cargo efetivo do Quadro de Servidores da Câmara dos Deputados,  aprovado em Concurso Público realizado no ano anterior, e o ambiente era de tamanha reverência que ao ingresso de um parlamentar no ambiente do trabalho importava na atitude imediata do funcionário que se levantava em sinal de respeito.

Nas sessões da Câmara havia um silêncio quando houvesse um orador na Tribuna. E o elenco de membros do Legislativo era realmente digno desse respeito, tal a qualidade dos mesmos. Eram apenas 108 deputados e o país funcionava normalmente. As leis eram editadas após frutíferos estudos e a oposição era exercida com a maior dignidade, ainda que minoritária e ao que me recordo, dois casos de quebra de decoro parlamentar ocorreram em uma década: Do Deputado Barreto Pinto no Palácio Tiradentes, por ter tirado fotos de casaca e cuecas no Plenário da Casa em um final de semana e do Deputado Márcio Moreira Alves, por razões políticas durante o governo militar. Nem se cogitava de ouvir denuncias de corrupção contra qualquer parlamentar.

Durante o governo militar com toda a opressão e realmente existia com a vigências dos famosos Atos Institucionais, o MDB, único partido de oposição a exercia com veemência e desassombro ainda que sob o risco de cassação

Hoje são 530 e o que menos se vê é o Legislativo cumprindo sua missão precípua e talvez em função disso, dessa ineficácia, foi introduzida a Medida Provisória para que o país possa funcionar. E não são raras as vezes de denuncias da prática ” do toma lá, dá cá” e compra de votos inclusive dentre os chamados oposicionistas..

Porque tem que ser assim?

Será que é utopia desejar que isso seja consertado?

Excelentes as matérias postadas

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: