Pular para o conteúdo

ERRO DE ORIGEM

Ontem me encontrei com um grande amigo e excelente analista que me chamava a atenção para um fato: Tudo isto que estamos vivendo em termos de Operação Lava a Jato, se originou em realidade no 11 de setembro nos Estados Unidos da América do Norte.

Em face da gravidade da ocorrência passou-se a buscar de todas as formas o aniquilamento dos agentes do terror e tudo isso, no entanto, só foi possível pelo seguimento da trilha do dinheiro.

Para isso, no entanto, tornou-se mister a quebra de sigilos bancários, fiscais, telefônicos, em todo o mundo, o que possibilitou, além da intenção inicial, a descoberta de desvio de recursos públicos através de esquemas de corrupção, os mais sofisticados, internamente, possibilitando o que hoje estamos assistindo no país.

E com um efeito multiplicador meros indícios provocaram denuncias que jamais passaram pela cabeça de alguém que viessem a ocorrer, abrangendo setores e pessoas que poderiam ser considerados inalcançáveis e acima do bem e do mal.

 Uma análise dessa Operação, que se tornou o símbolo do combate à corrupção, vai demonstrar que uma denuncia relativamente pretensiosa, de infração cometida por doleiros, atingiu os níveis de investigação inimagináveis, transformando-se numa devassa volumosa e atingindo os altos escalões da Republica.

E nesse contexto vimos de tudo. Delações de conteúdo semi-sigiloso, pois apesar de segundo a lei tramitar em segredo de justiça, os vazamentos são diários e os próprios Ministros do Supremo Tribunal Federal tomam conhecimento pela imprensa de matéria que ainda não lhes foi encaminhada.

Até onde se espera é que matéria dessa natureza tenha uma tramitação restrita, ou seja, pouquíssimas pessoas poderiam ter acesso e em assim sendo o vazamento só poderia ter uma dessas pessoas como autora. Ou então, tudo isso é uma bagunça generalizada e não pode ser levado a sério.

E o Brasil? Como é que fica? O que é melhor no momento?

Sem nenhuma duvida estamos em uma trilha sem volta. Mas o que fazer? Alguns entendem que o Ministério Publico deveria parar para dar um alívio, pois o país não pode ficar a mercê de denuncias diárias.

 Outros opinam que o procedimento deve continuar. Outros acham que a Operação Lava Jato deveria ampliar a sua ação.

Paralelamente vemos novas denuncias fora do contexto da Lava Jato, mas focando políticos e governantes.  São referentes a contratos de Limpeza Urbana em Municípios do Interior e mesmo de Capitais. Superfaturamento em construção de escolas rurais. Desvio de verbas nas Câmaras Municipais . Sindico roubando o Condomínio. Porteiro de prédio cumplice de bandidos para assaltar moradores, etc..

Eu pessoalmente, não vejo uma direção.

O problema maior é que isso tudo faz parte de um sistema politico que já apodreceu, de velho.

Por incrível que pareça Ruy Barbosa à sua época já apontava as mazelas na politica. E se formos procurar vemos Pero Vaz de Caminha empregando a família toda à custa do erário.

Será que o erro é de a origem?

 

4 respostas »

Excelentes as matérias postadas

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: