Pular para o conteúdo

PALPITE OU ADVINHAÇÃO ?

Em novembro próximo passado, tive oportunidade de escrever a respeito da gestão política do Presidente Temer na substituição do Ministro Chefe da Secretaria de Governo.

Eu disse:

Por tudo isso deve o Presidente ter um cuidadoso estudo para a escolha dos seus auxiliares diretos.

Recordo-me, aos idos de 1994 já eleito, o Presidente FHC foi convidado pelo Presidente Itamar Franco para participar da Cúpula das Américas, com todos os Chefes de Estado Pan Americanos.

Em Miami, em seus aposentos no Hotel, convidou-me para uma conversa e me perguntou qual o perfil, no meu entender para o cargo de Chefe da Casa Civil e articulação política. Eu lhe disse que o escolhido deveria ser um profundo conhecedor da intimidade do Congresso, não ser militante político, não ter projeto pessoal na politica e ser de inteira confiança do Presidente da Republica.

Essa conclusão a que cheguei se baseia em fatos.

Dentre os mais recentes.

O Presidente Sarney teve na Chefia da Casa Civil o Dr José Hugo Castelo Branco em pouco tempo em face do seu falecimento. Foi substituído pelo Senador Marco Maciel, respeitadíssimo por sua competência e disposição de trabalho, teve dificuldades por ser militante do PFL e ter projeto político, o que o inviabilizava com os que deveriam ser aliados. .O Substituto Ronaldo Costa Couto, técnico de alta competência não teve dificuldades uma vez que não se constituía em  concorrência para ninguém. Foi substituído por mim mesmo (interinamente) e posteriormente o Deputado Luis Roberto  Ponte do MDB, no final do governo e que por essa razão, voltou a ter empecilhos para sua função.

O Presidente Collor extinguiu o cargo e teve seu cunhado Embaixador Marcos Coimbra que cuidava somente da parte administrativa, Quando sentiu necessidade de uma Casa Civil e articulação política, de forma açodada passou a nomear parlamentares, competentes, mas contestados por razões partidárias e  teve seu mandato interrompido.

Presidente Itamar Franco, na formação do seu Governo recebeu inúmeras indicações para esse cargo, mas, atento á velha máxima de que “na administração não se deve nomear quem não se pode demitir”, teve uma opção doméstica com pessoa de sua extrema confiança, com livre trânsito no Congresso, sem filiação partidária, sem projeto pessoal e disposto a lhe devolver o cargo a qualquer momento, sem nenhuma condição ou exigência.

O Presidente Fernando Henrique também blindou o cargo com utilização técnica e segundo seus relatos em seus livros ora publicados, especialmente os “Diários da Presidência” todas as dificuldades que enfrentava se dava por conta de seus companheiros de partido.

Os Presidentes Lula e Dilma, optaram por utilizar quadros partidários com as consequências já bastante conhecidas.

No momento que o Presidente Temer, não pode estar sujeito a constantes intempéries, seria de bom grado a sua cautela na composição desse delicado setor, lembrando ainda que as experiências de se atribuir essa função não foram proveitosas, pois é e será sempre necessário que haja uma segunda instância.

Quem viver verá….”

Foi noticiado que atendendo a apelos ou sugestões do PSDB o Presidente estaria inclinado a nomear o Deputado Antônio Imbassaí  para a articulação política . Lembrei-me do que eu escrevi  e ora transcrevo acima além de  comentar com pessoas próximas ao Chefe da Nação.

Nomeou e empossou ontem o referido deputado tucano sob protestos..  Homem sério, bom político, e sempre pronto a se candidatar, com possibilidades, ao governo da Bahia. Mas,  líder do PSDB como poderá  ser bem aceito pelos intergrantes dos demais partidos e em especial do  PMDB que terá o seu candidato no pleito baiano e tambem na esfera nacional?  Como diz o nosso ” peão” lá em Minas, eles vão ” por azeitona na empada dele”? Eles vão prestigiá-lo para engrandecer o seu currículo? Só se for na terra do Papai Noel..E com isso desgasta o governo e os interesses do país.. Não vou repetir o vaticinio pois já aconteceu o que eu havia previsto.

Uma coisa é certa: O  que menos necessita o Presidente Temer no momento é de turbulência e seus assessores mais próximos deveriam saber disso…

 

 

1 resposta »

  1. Nossa que o Presidente Temer, não emenda repete a mesma

    Lenga, lenga e lá vem outra…Valeu HENRIQUE publica um livro

    Eu vou ser cabo “ELEITORAL OU CABO PARA LEITORES”BEIJO NENECA

Excelentes as matérias postadas

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: