Perplexidade

Perplexo, vejo a notícia a respeito da presença do Presidente da Câmara dos Deputados formulando um pedido de desculpas em nome do Poder Legislativo ao governo chinês em face das declarações do Deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente da República extremamente agressivas e desrespeitosas acusando o Governo chinês de criar o corona vírus.

Pelo amor de Deus! Só faltava essa!

No momento em que todos se voltam em busca da eliminação desse parasita que aterroriza o mundo, o Deputado se lança em criar uma crise internacional entre o Brasil e o Governo chinês, de graça!

Um retrospecto me leva ao governo do Presidente Getúlio Vargas que terminou suicidando no auge de uma crise que trazia em seu bojo o Benjamin Vargas, o Bejo, seu irmão nomeado para a chefia de policia e que culminou tramando  o atentado na Rua Toneleros, no Rio de Janeiro, contra o então jornalista e Deputado Carlos Lacerda.

 Jânio Quadros além de seu temperamento tinha que driblar Tutu, sua filha, Deputada Dirce Quadros que não tinha papas na língua. Vale lembrar o trecho de uma entrevista concedida ao jornalista Augusto Nunes na qual se refere ao seu pai como possível candidato a Presidência da Republica:

Dirce Tutu Quadros: Bom, Jânio Quadros é um grande administrador, ele é austero etc, mas tenho um grande conflito político com ele. Sou muito mais democrata do que ele e entre nós existe uma geração, com consequências de mentalidade terríveis. Por exemplo, ele agora prega seis anos para Sarney, ele quer prorrogar o mandato dos prefeitos. Eu prego três anos para Sarney, que é muito, já abusou demais do povo brasileiro. Ele está com 71 anos de idade. Pelo amor de Deus, esse país precisa de renovação! Ele precisa de gente nova, de ideias novas, de coisas novas.”

Além disso, na campanha fez estourar uma bomba ao acusar   um sumiço de dois milhões de dólares, que acabou criando uma tremenda confusão culminando com a sua internação em uma clínica psiquiátrica, que diziam ter sido à força…

E outros tantos posteriormente, tiveram alguns problemas diretamente relacionados aos filhos. Será que essa sina não terá um paradeiro?

Por outro lado, já está chegando a hora, se já não passou dela, de parar com essa gana de manifestações de pró e contra. Ontem em evento oficial, o Presidente se ocupou de falar sobre panelaço contra o governo e conclamando um outro a favor.

Isso não pode acabar bem…

A psicologia das massas é um tema muito interessante de ser estudado.

Dentre as personalidades com quem tive oportunidade de conviver, destaco com muito orgulho o Vice Presidente, Ministro e atual Acadêmico Marco Maciel. Com ele, aprendi os valores do comedimento, da ponderação, da isenção no raciocínio das questões políticas e saber dosar o emocional quando for necessário. Lembro-me ainda que um seu  livro de cabeceira  era o intitulado  ” Psicologia das Massas” de autoria de um francês, cujo nome não me recordo com  precisão, embora me arrisque a dizer que se tratava de um sociólogo,  Gustave Le Bon (1886),  que foi um dos primeiros a tratar do assunto.

E sou levado a esta lembrança porque nunca foi tão importante esses predicados como agora, no momento em que vivemos a vida política no país.  Nunca foi tão exigido a real compreensão dos postulados desse pensador. E fui buscar um pequeno trecho  em Psicologia das Massas (Psychologie des foules) em que Le Bon  explica que ” quando o homem se junta à massa perde sua identidade mental e assume a identidade do todo. Regressa a um estado primitivo de pensar e agir, perde sua capacidade crítica. Em meio à multidão, as pessoas perdem seus padrões morais e suas inibições, tornando-se extremamente emotivas, e este emocionalismo acaba fazendo com que ela se torne irracional. “

Portanto a manipulação da sociedade não é um bom caminho.

E ainda retornando à questão da China, alivia ver o Vice-Presidente General Mourão declarar que a opinião do Deputado não é a do governo.

Um desgaste  desnecessário  deixando o Presidente em  uma situação difícil em que tem que preservar o Governo e ao mesmo tempo não desejar confrontar o filho que além de ser um Deputado Federal exerce o cargo de Presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados e que chegou a receber o agrément dos Estados Unidos para ser o nosso Embaixador naquele país.

Do jeito que a coisa vai, se espera que haja um entendimento sério entre pai e filhos, para que o Presidente da República não se veja impelido a ter que   salvar um mandato parlamentar.

Não é demais relembrar Cícero no Império Romano:

“ Quousque tandem abutere Catilina patientia nostra ?” ( até quando catilina abusarás de nossa paciência?)

4 comentários em “Perplexidade

Adicione o seu

Excelentes as matérias postadas

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: