O urubu e a vitoria régia (Monteiro Lobato)

Em 2015, postei um Poema de Monteiro Lobato intitulado ” O urubu e a vitória régia” de grande conteudo literario e filosófico.Ocorre que, se tratava de uma transcrição de matéria publicada em um site de responsabilidade de Rosânia Bastos, o que me levou ao equivoco de registrar o nome da autora da postagem, como se fora a autora da poesia.E além disso não percebi que não se tratava de um publicação integral do Poema, o que fez com que a minha postagem saísse eivada de imprecisão.

Felizmente, hoje, após seis anos fui generosamente alertado por um visitante no nosso site, sob o pseudônimo de ” Anonimo”, o que motivou a imediata correção da falha com a republicação devidamente corrigida, não sem antes registrar a feliz iniciativa da postagem na qual me inspirei em  memorizar a esplêndida  peça de Lobato.

O URUBU E A VITÓRIA-RÉGIA
(Monteiro Lobato)
Pobre urubu, certo dia
Foi justamente pousar
Sobre uma pedra que havia
Às margens do “Rio-Mar”.
E onde vivia reinando
Com todo o seu esplendor,
A linda Vitória-Régia,
Vestida de nívea cor.
-“Benditas sejas, Vitória,
Rainha de graças mil,
– disse o urubu – eu te aclamo
Flor das flores do Brasil”.
Ia ficar sem resposta, a saudação
Mas, ao fim, a altiva VitóriaRégia voltou-se e falou assim:
-” Olha lá como me falas,
Ó atrevido urubu,
Ante minha majestade,
Ó infeliz, que és tu?
Quem és tu que não te curvas,
Negro da cor de retrós,
Messa melhor a distância
Imensa que há entre nós…
E ainda mais não te esqueças,
Da cor da neve nasci,
Filha do Rei Amazonas
Sou eu quem domina aqui…
E quando o sol me tinge a face
Com o mais custoso carmim,
Qual a rainha da terra
Que tem uma face assim? ”
O urubu caiu das nuvens,
Tão espantado ficou
Que só depois de passado
Um longo tempo assim falou:
-” Que nasceste da cor da neve
E que és rainha, sei bem, mas
Não te esqueças, vaidosa, que
Nasci branco também!
E ainda mais não te esqueças que,
Embora eu ande assim, de léu em léu,
Tu vives presa no lodo
E eu vivo livre no céu…”
Monteiro Lobato

2 comentários em “O urubu e a vitoria régia (Monteiro Lobato)

Adicione o seu

Excelentes as matérias postadas

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: